terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Dor lombar - Tratamento com Craniopuntura de Yamamoto - YNSA

 
Olá amigos!


Dor lombar é muito comum e uma reclamação constante para a maioria das pessoas. Se ainda não teve, em algum momento da vida ainda há de experimentar.

A lombalgia ou lumbago é a dor  ou desconforto na parte inferior das costas. Varia em gravidade sendo aguda ( início súbito) ou crônica ( se a dor já estiver há mais de três meses).

 
O tratamento ainda desconhecido para muitos tipos de dores, inclusive lombar, é a Craniopuntura de Yamamoto - YNSA.
 
O que é a Craniopuntura de Yamamoto - YNSA?
 
YNSA (Yamamoto Neue Schädelakupunktur) ou Nova Craniopuntura de Yamamoto é um microssistema de acupuntura, descoberto pelo médico e cientista japonês, Toshikatsu Yamamoto e apresentado pela primeira vez ao público em 1973.
Dr . Toshikatsu Yamamoto
 
 O método estimula a neuroplasticidade do cérebro - capacidade do cérebro para continuar aprendendo e se adaptando ao longo da vida inteira de uma pessoa. O resultado é que áreas saudáveis do cérebro são estimuladas a assumir funções anteriormente exercidas por  áreas danificadas (por exemplo, movimento das extremidades).
 
Para entender a técnica, precisamos saber a divisão do crânio para a técnica. A parte frontal/anterior da cabeça/couro cabeludo é YIN. A parte       posterior/dorsal é YANG.
 
Os pontos estão dispostos nas duas regiões, porém em muitos estudos foi comprovado maior efetividade de resposta na região YIN, conforme a figura abaixo.
 
 
 
 

.
Os pontos podem ser estimulados por agulhas tradicionais para acupuntura ( deve ser inserido perpendicularmente) , agulhas intradérmicas, pressão digital, laser e magneto.
 
A YNSA é composta por pontos básicos, pontos sensoriais, pontos cerebrais , pontos Y , pontos ZS e as somatotopias.
 Os pontos ZS foram os últimos a serem apresentados e os únicos que não foram descobertas do Dr. Yamamoto. Foram descobertas pela autora Dorothea Zeise Suss e são utilizado principalmente para sintomas do climatério (menopausa).
Os pontos básicos são utilizados para tratamento de dor e distúrbios do movimento.
 
Como o artigo é sobre a lombalgia, darei destaque ao ponto básico D, H e I, fortemente utilizados para este tratamento pela craniopuntura de Yamamoto.
O ponto D, além de ser utilizado para pesquisa do lado afetado em afecções abaixo da cintura, é indicado para:
Fraturas ósseas
Lesões desportivas
Dores pós operatórias
Hérnias de disco
Luxações e torções
Lumbago , isquialgia
Parestesias e paralisias
 Se houver queixa , além da dor lombar, irradiação ciática, o ponto F também deve ser utilizado.
Os pontos H e I são pontos acessórios, para serem utilizados em associação com os pontos D e F, respectivamente. São utilizados para potencializar o tratamento e raramente são agulhados sozinhos.
Se não houver extinção da dor,  os pontos cerebrais e as somatotopias devem ser utilizadas. Os pontos Y devem também ser inspecionados para verificar se há algum problema direto com os órgãos, conforme esquemas a seguir.




 
Alguns diagnósticos também podem ser feitos para efeito de inspeção adequada do órgão a ser tratado: diagnóstico cervical e diagnóstico abdominal.
Diagnóstico cervical

Diagnóstico abdominal
 

 Uma das recentes descobertas do Dr. Yamamoto é o acesso ao tratamento dos órgãos por meio dos 12 pontos dos nervos cranianos ( se estendem numa sequência linear em direção dorsal do ponto básico A até a altura do ponto DuMai 20 (VG20) /DuMai 21 (VG21), conforme figura abaixo:
12 Pares Cranianos
 
Esta é uma breve demonstração do que essa maravilhosa técnica pode ser utilizada para o tratamento não só para dores na lombar como outras desarmonias tratadas pela acupuntura tradicional.
 
Até mais amigos, boa semana!
 
Fonte:

YAMAMOTO,T.;YAMAMOTO,H.Nova craniopuntura de Yamamoto (NCY).Editora Roca. SãoPaulo, 2007.

 







 

 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário